Empreendedorismo

5 erros na gestão de clínica e consultório médico e como evitá-los

Olá, pessoal! Algumas semanas atrás, conversei com um amigo que abriu um consultório médico há um ano. Ele começou a me contar a história dos problemas que estava tendo na administração dos recursos da clínica. Como um bom amigo, durante o nosso papo, dei dicas de como solucionar as dificuldade que ele havia me contado.

Ontem, ele me ligou e disse que, aos poucos, os conselhos começaram a dar resultado e que a gestão da clínica está indo bem melhor. Fiquei bem contente! Por isso, tive a ideia de compartilhar os cinco principais erros — e as melhores soluções — com vocês. Afinal, uma boa gestão é crucial para o sucesso de um consultório e é muito comum ouvir dúvidas de outros amigos sobre gestão de clínicas.

Vamos lá?

Não levar a gestão financeira à sério

O primeiro problema que meu amigo falou foi sobre a gestão financeira. Ele disse que por estar tão preocupado com os atendimentos e com a satisfação dos clientes, simplesmente deixava as contas da clínica em segundo plano.

Assim que ouvi, fiquei preocupado, mas não assustado. Até porque já tinha escutado tal história outras vezes. Falei que a melhor forma de começar era fazer o fluxo de caixa semanalmente. See possível, até diariamente! Isso facilita o controle das contas da sua clínica.

A segunda dica foi separar totalmente as contas pessoais das profissionais. No início, a não separação pode até dar certo, mas chega uma hora que tudo vai por água abaixo.

O terceiro conselho foi pensar na possibilidade de adquirir um software de computador especializado em gestão de empresas. Esse programa ou aplicativo faz os cálculos em tempo real e você tem acesso às informações da saúde financeira e administrativa da sua clínica em poucos cliques.

Não investir em marketing

Atrair novos clientes é essencial para o crescimento do negócio. Embora ele soubesse disso, ele não estava conseguindo alcançar esse objetivo. Se isso acontece com você também, que tal começar a investir em marketing? Pode dar muito certo!

Existem diversas estratégias para popularizar a sua clínica, inclusive utilizando recursos mais econômicos, como sites na internet e perfis nas redes sociais. Com essa dica, acho que deu certo porque ele me agradeceu especialmente por esse conselho.

Não oferecer atendimento eficiente

Outro grande problema que meu amigo relatou era a dificuldade de atender bem todos os clientes do consultório na sala de recepção. Mesmo com toda a dedicação, ele não conseguia atender seus pacientes com a devida atenção e sentia que sua equipe não estava preparada para a demanda. Mesmo assim, ele insistiu que essa não era a maior dificuldade e até que já tinha lido como evitar faltas de pacientes em consultas.

Não entendi muito bem o que ele quis dizer, mas afirmei que o atendimento pode ser o grande diferencial da clínica ou do consultório. É preciso cuidar da limpeza do ambiente, marcar as consultas pelo computador, ser pontual, garantir que seus funcionários entendam o quanto os clientes são fundamentais para o seu negócio.

Disse também da importância de se Invistir em um sistema de wi-fi para entretê-los enquanto aguardam. Dessa forma, eles podem resolver problemas domésticos e compromissos profissionais dentro do seu consultório, por exemplo.

Já disse: o atendimento é o maior diferencial da sua clínica.

Não motivar sua equipe

Reparei, durante o nosso papo, que meu amigo parecia administrar a clínica sozinho. Perguntei sobre a relação com a equipe e ele me disse que não conhecia bem os seus colaboradores. Tá aí algo importante! É fundamental que você saiba quem trabalha para os seus clientes. Faça-os entender o quanto o negócio é importante para você e para eles!

Elabore um plano de carreira, converse, elogie, critique quando estiverem a sós, compartilhe as metas de crescimento e capacite sua equipe para oferecer o melhor aos clientes. Isso é fundamental para o sucesso na gestão de clínicas.

Não estabelecer metas na gestão de clínicas

Quando nossa conversa estava acabando, a última coisa que eu disse foi que a melhor forma de saber se os conselhos dariam certo era estabelecer metas. Calcule quantos clientes você pretende atender dentro de dois meses, qual o índice de faturamento que você planeja. Enfim, tenha objetivos! Mas seja realista e não exagere. Procure um meio termo entre ousadia e responsabilidade e vá fundo!

Antes de encerramos a nossa conversa, meu amigo disse que daria trabalho adotar todas essas dicas. Isso é verdade! Mas o sucesso da sua clínica requer trabalho duro e envolvimento. Então, meu último conselho fica para vocês: envolvam-se em tudo. Acompanhe as contas das clínicas, conheça a sua equipe de profissionais e saiba quem são os seus clientes. Assim, meio caminho terá sido andado para uma boa gestão de clínicas.

Gostaram da conversa? Qualquer coisa, podem me perguntar também, ok? Não deixem de comentar. Estou à disposição!

 

You Might Also Like