Destaque, Tecnologia

Tron leva ensino de Robótica para escolas

Empresa de educação tecnológica desenvolveu metodologia que impacta diretamente no rendimento escolar, conforme a faixa etária. Mais do que TI, os robôs ensinam empreendedorismo e liderança.

A empresa Tron Ensino de Robótica Educativa está inovando a forma de ensinar a crianças e adolescentes conceitos como matemática, física, lógica, empreendedorismo e liderança. Por meio da metodologia Tron Educação, que já é desenvolvida em Colégios particulares do estado do Piauí, a empresa introduz o mundo dos robôs dentro da sala de aula. O pacote pode ser comprado por meio do telefone 11 3304-3200 e ao ser implantado, oferece desde a metodologia de ensino até as peças para a montagem dos robôs e mesmo o projeto do laboratório que as escolar podem montar.

De acordo com um dos fundadores da empresa e idealizador da metodologia, professor Gildário Lima, a metodologia impacta diretamente no desenvolvimento do aluno, conforme a sua faixa etária. Por isso, foram desenvolvidas duas modalidades: a robótica passiva e a ativa. “No modo passivo, indicado para crianças de dois a sete anos, a tecnologia é utilizada como instrumento de mediação para o ensino. Isto quer dizer que o robô passa a ser um catalisador do aprendizado e se adere às disciplinas existentes, o que gera a maximização da concentração, torna lúdico o processo de ensino, promove a inserção tecnológica e a socialização do aluno”, explica.

Na Robótica Ativa, destinada a estudantes entre sete e vinte e um anos, Gildário explica que os alunos são desenvolvedores que resolvem problemas e desafios cotidianos, com foco em aplicações. “Eles aprendem a criar robôs e soluções tecnológicas”, explica. O fundador também ressalta que os impactos advindos, além daqueles alcançados na robótica passiva, são o auxílio ao ensino de outras áreas de conhecimento, potencialização das aptidões e reconhecimento das habilidades cognitivas superiores.

A metodologia

O método Tron é baseado em um sistema de ensino transversal que correlaciona a inserção tecnológica com outras áreas do conhecimento e prevê o uso da motivação, problematização, teoria e prática, todas no mesmo cenário temporal, o que gera uma relação que amplia os níveis de concentração, absorção, compreensão e materialização do ensino.

A metodologia se destaca e diferencia de qualquer outra solução no mercado por ter fundamentação psicopedagógica (fruto de pesquisas acadêmicas realizadas em Universidade), por utilizar tecnologia open source (arduino), por se alinhar ao movimento maker (que tem como base o compartilhamento de experiências) e, especialmente, por produzir uma robótica profissional, onde os jovens podem desenvolver soluções capazes de desaguar na criação de produtos e na formatação de startups.

 

Franquias

Além de vender os cursos, o professor Gildário Lima explica que a Tron também atuará com modelo de franquias, que podem gerar resultados positivos, uma vez que a Tron Educação oferece solução de Robótica para crianças e adultos com idade entre dois e vinte e um anos. “Trata-se de um amplo público que pode ser alcançado. Isso amplia as possibilidades de negócio para o franqueado”, explica. O executivo ressalta, ainda, que na implantação do projeto, a Tron Educação dá todo o suporte técnico, com treinamento dos professores e pedagogos e também na montagem dos laboratórios, o que proporciona maior garantia de sucesso do empreendimento.

No que se refere a equipamentos, a empresa entrega os seguintes materiais para a escola conveniada: roteiros e apostilas para alunos e professores, laboratório com mobília, computadores, ferramentas, impressora 3D, insumos eletrônicos e kits de robôs destinados às aulas práticas. Além disso, a Franquia fornece treinamento para docentes, plataforma de auxílio com vídeos, materiais de leitura e apoio para a preparação das aulas, além de um repositório de experimentos.

 

 

You Might Also Like