Empreendedorismo

Aviso de amigo: o que o empreendedor deve evitar em 2015

Aviso de amigo: o que o empreendedor deve evitar em 2015

São 4 principais ações que você deve evitar este ano para começar os negócios com o pé direito e crescer ainda mais

Dizem que 2015 não será um ano nada fácil, economicamente falando: escalada do dólar, crescimento quase nulo e inflação e inadimplência em alta são algumas das perspectivas. Os solavancos devem atingir empresas de todos os portes, e tendem a ser mais fortes naquelas menores e entrantes no mercado.

Enquanto negócios mal preparados sentem com força os impactos de um cenário negativo, aqueles que planejaram a passagem pelo período de tormenta tendem a se destacar de seus concorrentes e fidelizar o público. Tirar força da fraqueza é o grande segredo.

Evite: começar o ano sem preparo

A primeira coisa se fazer é possuir um plano de negócio extremamente bem estruturado para o ano que se inicia. Dentro de seu ramo de atividade, quais tendem ser os melhores meses em vendas? Quais os piores? Por quê? Você tem pessoal qualificado o suficiente ou em excesso? Quais as perspectivas econômicas específicas para o setor no qual você atua? Coloque tudo num papel, com fluxo de caixa diário e análise mensal, para entender onde e como você deve agir.

Evite: buscar empréstimos e financiamentos

O ano não é nada bom para tomar empréstimos e financiamentos. Em períodos de alta da inadimplência, os bancos tendem a elevar os juros. Se o empréstimo é extremamente necessário, procure negociar o custo com seu gerente e pesquise bem entre as diversas linhas disponíveis para ver qual é a mais adequada para sua necessidade e a que possui as melhores condições.

Evite: começar o ano zerado

Fim de ano costuma ser a alegria dos sócios: é chegada a hora de dividir os lucros! Mas, cuidado: 2015 tende a ser um ano complicado, então deixe uma folguinha financeira para os primeiros meses do ano, até a coisa toda desenrolar. Depois que você sentir como está o ritmo dos negócios, pode fazer a bela e feliz distribuição dos ganhos.

Evite: negócios em dólar

Se você trabalha com importação e exportação, muna-se de ferramentas que lhe ajudem a diminuir o risco de variação cambial. Caso você esteja pensando em entrar, pense muito, muito bem. O ano tende a ser de muita oscilação, então não dá para contar com os altos ganhos, no caso de quem exporta, e nem com custos fixos, para aqueles que importam.

Basicamente, solidez financeira é fator essencial para que você passe o ano com a menor exposição possível.

Espero ter ajudado. Você tem alguma ideia do que evitar para o ano que vem? compartilhe conosco comentando este post!

Ótimo ano!

 

Tem uma pergunta? o #ClicoResponde

You Might Also Like