Empreendedorismo

Competição X Coopetição: como faturar mais criando alianças

GUIA_COMPETICAO

Já pensou em se unir a empresas que forneçam produtos ou serviços complementares aos seus?

 

Logo que abrimos nossa empresa, aprendemos que devemos ser os melhores, com mais escala, menores preços e atendimento mais diferenciado para conquistarmos o espaço de todos aqueles que são nossos concorrentes. Outra lenda que se instala em nossa mente é a de que devemos expandir nosso negócio abocanhando atividades complementares à nossa estratégia principal.

Não que isso esteja errado, mas é uma postura que dá bastante trabalho e requer altos investimentos para ser bem feita. Mas existe um outro jeito de crescer: cooperando com aqueles que, aparentemente, são nossos concorrentes. É a chamada coopetição.

Empresas de transporte aéreo têm um case conhecidíssimo nessa área: elas vendem exatamente o mesmo serviço (transporte), mas não conseguem chegar a todos os lugares requisitados pelos seus clientes com uma estrutura de custos adequada. Por isso, criam alianças para aumentar sua abrangência e compartilhar os lucros. Todos ganhos: as companhias, que não precisam fazer altos investimentos para ter operação direta em todos os lugares do mundo; e os passageiros, que conseguem preços melhores, já que os custos, assim como as receitas, são compartilhados.

Basicamente, na relação competitiva, um ganha e outro perde. Pela lógica colaborativa, dois agentes criam, juntos, o que sozinhos jamais alcançariam.

Dentro de sua atividade, quais são as alianças possíveis? Quais serviços/produtos que podem ser agregados à sua atividade fim de maneira complementar? Como você pode se aliar a um concorrente para que ambos ganhem, sem prejudicar a operação de nenhum dos dois?

Avalie, converse, crie parcerias quando adequado. E colha os frutos de maneira compartilhada!

You Might Also Like