Empreendedorismo

Como fazer minha marca virar franquia?

guia_novo_franquia

É preciso atender à  Lei de Franquias e seguir alguns passos recomendados pela Associação Brasileira de Franchising. Veja como!

Um colega meu veio me perguntar  o que eu achava de expandir os negócios por meio de franquias, transformando minha empresa em uma marca licenciada.

Eu não soube o que dizer!

Como não gosto de ficar com muitas perguntas e poucas respostas, fui me informar sobre o tema. Encontrei a Associação Brasileira de Franchising (ABF) e vi um dado que cresce aos olhos: o setor de franquias faturou R$ 115,6 bilhões no Brasil em 2013. Bilhões!

De fato, montar uma rede  é uma ótima forma de aumentar o alcance de seus negócios e gerar receita, sem a necessidade de atuar diretamente em novas unidades. Mas o processo deve ser feito com cuidado e seguindo as normas previstas na Lei de Franquias  (Lei 8.955/94).

Segundo cartilha da (ABF), é preciso seguir três etapas:

1. Buscar referências sobre a lei de franquias no Brasil, jurisprudências, casos de sucesso e de insucesso

2. Avaliar a chamada “franqueabilidade do negócio”, contendo:

  • Análise de condições da empresa, bm como posicionamento da marca e dos produtos do mercado
  • Avaliação do mercado e concorrentes
  • Verificação da viabilidade econômico-financeira da operação do candidato
  • Definição do plano de expansão,  quantas unidades serão abertas, em quanto tempo e em quais regiões
  • Definição de investimentos para por em prática o projeto de expansão

3. Desenvolver e formatar operações de franquias de acordo com os padrões técnicos e de qualidade pré-definidos

  • Elaborar manuais de procedimentos, contendo as normas das franquias
  • Manuais devem ser definidos de acordo com particularidade da atividaede, como: Manual de Gestão, Manual de Produtos, Manual de marketing e vendas, etc;

4. Validar o sistema formatado; antes de abrir a ideia ao mercado, é preciso testar as regras em uma unidade piloto. Assim, fica mais fácil testar o que é viável e o que não é.

E então, o que achou? Compartilhe sua visão comentando este post!

You Might Also Like