#ClicoResponde, Empreendedorismo

Como abrir um consultório médico?

Hoje quero falar com você que está pensando em ter seu próprio consultório médico. Sei que, como em toda carreira, existem prós e contras no que diz respeito a trabalhar de forma autônoma, por isso é importante um planejamento e um estudo de quais são as vantagens e dificuldades para quem quer exercer a Medicina em seu próprio consultório.

Pensei um pouco na carreira de alguns médicos que conheço e decidi trazer dicas valiosas que podem te ajudar a organizar as ideias na hora de montar um consultório. Vamos lá?

Estrutura de um consultório médico

É importante planejar como será seu espaço antes de sair procurando um imóvel por aí. Basicamente, um consultório precisa de uma recepção, com uma sala de espera para os pacientes e banheiros, além da sala para as consultas. Sua especialização pede um espaço para a realização de exames? Então coloque isso no seu planejamento.

Um conselho que dou é buscar por um lugar que permita que a estrutura seja aumentada caso haja necessidade. Se você escolher um local muito pequeno, quando seu número de pacientes crescer pode ser que seja necessário mudar de endereço, o que implicará em custo e desgaste, será praticamente um novo começo.

Lembre-se também de listar e providenciar todos os materiais e equipamentos que vai utilizar em seu atendimento, pesquisando entre fornecedores quais oferecerão melhor preço e qualidade naquilo que terá que adquirir.

Localização

Levando em conta qual será o público-alvo de seu consultório médico, escolha um local que atenda às necessidades de seus futuros pacientes. Eu acredito que o principal a ser observado é a facilidade de acesso ao local. Verifique se existem muitas linhas de ônibus e metrô na região, pois isso permitirá que o consultório seja frequentado por quem depende do transporte público. Por outro lado, é importante também oferecer facilidade de estacionamento para quem estiver em seu veículo próprio. Sempre digo que imóveis em regiões mais centrais e comerciais são mais acessíveis e têm mais visibilidade, portanto devem ter preferência na hora da escolha, mesmo que o custo seja mais elevado.

Documentação

Como toda empresa, antes de iniciar o funcionamento será preciso ter os documentos e registros obrigatórios. Sei que cada área de atuação tem exigências diferentes, por isso o que indico é que você procure qual é o órgão responsável pela expedição de licenças e autorizações para o tipo de atividade que você pretende exercer. Busque conhecer também as exigências legais da Vigilância Sanitária para consultórios médicos. Ah! Uma dica importante que não poderia deixar de te dar: faça isso com antecedência, pois alguns processos podem demorar e você não quer — nem pode! — começar a trabalhar sem ter todos os documentos, não é mesmo?

Questões administrativas

Já vi muitos médicos que começam montando seus consultórios em conjunto com outros profissionais. Pode ser com algum colega de outra especialidade ou até mesmo outro tipo de profissional da saúde, como fisioterapeutas, psicólogos, entre outros. Nesse caso, você terá com quem dividir os gastos e todas as preocupações acerca das questões administrativas, porém, obviamente, terá um pouco menos de autonomia nas decisões do espaço.

Independentemente se for trabalhar sozinho no consultório ou dividi-lo com outros profissionais, você precisará de, pelo menos, dois outros funcionários: uma recepcionista ou secretária para o atendimento e a organização da rotina diária e um contador para lidar com as questões burocráticas. Assim sendo, precisará estar ciente de como é feita uma contratação e tudo que envolve esse processo. Eu considero interessante pensar em buscar empresas de recrutamento, que poderão te ajudar bastante nessas questões, indicando candidatos às vagas e orientando acerca do processo.

Gerenciamento do consultório

Depois de tudo isso definido, é hora de pensar em como seu consultório será gerenciado. Acredito que o sistema de fichas de pacientes e arquivos em papel já está um tanto obsoleto, tanto por uma questão de espaço quanto praticidade e agilidade. O ideal é pensar em implantar um software de gestão para cuidar de todos os seus registros. A tecnologia está aí para ser utilizada e facilitar a vida de todo gestor de negócios. Um software simples será o suficiente para ajudar na organização de seu consultório médico, possibilitando que os prontuários e histórico dos pacientes estejam acessíveis eletronicamente. O agendamento online também é uma excelente opção a ser considerada.

Cuidados importantes

Não é algo fácil de dizer, mas você precisa saber que os clientes — no seu caso, pacientes — não surgem automaticamente logo que você inicia seu negócio. Você precisará pensar em meios de divulgação de seu novo consultório médico. Isso provavelmente exigirá algum investimento, portanto inclua a estratégia de marketing em seu planejamento.

Inclusive, ao pensar nos recursos iniciais, é bom considerar manter uma reserva para as despesas fixas enquanto ainda estiver começando, pois pode acontecer de o número de pacientes ser baixo nesse período. O boca a boca será sua maior publicidade, mas isso não é algo imediato.

Considero importante alertá-lo também com relação à necessidade de ter um diferencial em seu consultório, para atrair os seus pacientes. Conheço muita gente que reclama sobre o tipo de atendimento de muitos profissionais. A maioria das pessoas espera de um médico um atendimento humano e atencioso, por isso eu arrisco dizer que o simples fato de buscar ser um profissional desse tipo já poderá ser um grande diferencial que destacará seu consultório entre tantos outros. Isso vale também para a secretária que trabalhará com você. Uma profissional simpática e que sabe recepcionar bem os pacientes certamente fará toda a diferença em seu negócio.

Caso considere a ideia de dividir o consultório com outros profissionais, é preciso pensar nos possíveis conflitos e divergências de opiniões que podem surgir. Sugiro que você leia esse meu outro artigo que fala sobre o que é preciso pensar antes de escolher um sócio. Lá você encontrará ótimas dicas de como realmente funciona trabalhar em conjunto com outra pessoa.

You Might Also Like